• Policy research and debate

call for papers permanente

Qualquer autor(a) interessado(a) poderá submeter um texto para publicação nas séries regulares do IPP. Todas as propostas, desde que aderentes aos princípios gerais do IPP e às guidelines para publicação (disponíveis abaixo) serão analisadas de modo célere pela equipa de coordenação destas publicações no IPP. Contacte-nos já para mais informações.

Guidelines

Tamanho máximo: 75.000 caracteres e espaços

Poderão recair sobre um problema específico ou sobre um tema mais genérico. Um policy paper não é um artigo académico, pelo que deve ter uma linguagem clara e acessível, sem prejuízo da aplicação correta de quaisquer conceitos relevantes, que poderão, onde necessário, ser explicados no próprio documento. Sempre que for relevante, podem conter dados trabalhados de forma original. Este deve ser, tanto quanto possível, “self-contained” para não prejudicar a sua fácil disseminação e partilha. Do artigo devem ressaltar de forma clara e explícita recomendações de política e/ou uma análise estruturada de políticas anteriormente introduzidas. Terão de seguir os requisitos formais habituais, sobretudo, a inclusão de uma bibliografia completa.

Tamanho: entre 10.000 e 25.000 caracteres e espaços

Devem “atacar” de forma direcionada um determinado problema específico – será o espaço mais apropriado para marcar uma posição rápida no debate público sobre uma determinada temática. Devem ter uma linguagem muito clara e acessível, sem prejuízo da aplicação correta de quaisquer conceitos relevantes, cuja explicação pode eventualmente ser remetida para outras fontes (desde que disponíveis livre e gratuitamente online) de modo a não prejudicar a concisão do “paper”, que deve também ser tida em conta na própria construção do corpo do texto. Não deverá incluir índice e o espaço para bibliografia deve ser reduzido (não mais do que 5, 6 referências). Alguns briefs poderão depois ser desenvolvidos em formato policy paper.

Tamanho máximo: Sem limite de caracteres

Apoiam o debate das políticas públicas com trabalhos mais longos, elaborados, incluindo uma análise empírica detalhada e abrangente. Exploram uma determinada temática em profundidade, considerando todas as fases do problema de políticas em questão, desde a sua conceptualização à implementação. De resto, aplicam-se as mesmas orientações dos policy papers.