O IPP Policy Brief 10,  Repair and Prepare: Growth and the Euro after Brexit – a comment, da autoria de Ricardo Cabral (Universidade da Madeira) e dos investigadores do Institute of Public Policy Luís Teles Morais e Joana Vicente, baseia-se na apresentação preparada para a Conferência “Repair and prepare: Growth and the Euro after Brexit”, realizada em 2017 em Lisboa.

Com este brief, os autores pretendem fazer uma breve análise crítica ao relatório da Fundação Bertelsmann e do Instituto Jacques Delors (Repair and prepare: Growth and the Euro after Brexit), onde são aprofundados os passos e ferramentas necessárias para uma União Económica e Monetária mais integrada, bem como as melhorias que devem ser implementadas por forma a evitar futuras crises, assegurando estabilidade económica e crescimento na zona euro.

Mais concretamente, o objetivo deste brief passa por identificar e analisar quais os principais pontos fortes e fracos do relatório, focando-se nos dois primeiros “blocos” (1. “Kit” de primeiros socorros para o euro e 2. Reformas e investimento para o crescimento), que correspondem a um horizonte temporal menos distante, e assim menos incerto do que o terceiro bloco (3. Partilha de risco e soberania).

Avançam ainda com a conclusão de que o relatório apresenta soluções de segunda ordem (“second best”), por forma a contornar impossibilidades políticas associadas ao projeto da UEM, e que os dois primeiros blocos não serão suficientes para estabilizar a UEM e fazer face a novas crises – embora representem importantes contributos.

Share →